Sobre Fair Play Criativo

Atualizado: Ago 19

ps: procuramos alguma referência, especificamente sobre essa iniciativa, em português mas não encontramos. Se alguém souber de algo, favor nos avisar.


Mais do que nunca, especialmente no momento atual, precisamos que as pessoas, empresários, clientes, criativos, independentes etc, estejam cientes de que valorizar qualquer tipo de trabalho é fundamental para o respeito mútuo e, consequentemente, resultados duradouros para quem compra e para quem fornece, seja este pequeno ou grande, em sua área de atuação. Por isso, apoiamos e fizemos uma tradução livre desse artigo.



Ilustração Renato Stegun




Artigo originalmente publicado aqui: https://creativefairplay.com/ https://creative-network.org/ | https://www.flandersdc.be/nl


FAIR PLAY CRIATIVO


Colaboração e terceirização são essenciais nas indústrias criativas. O sucesso da sua parceria - mesmo que temporária, em uma plataforma ou por meio de intermediários, depende fortemente do equilíbrio entre todas as partes. Apresentamos sete melhores práticas para colaborar com sucesso com empreendedores criativos.


Ilustração de Charlote Dumortier


Não existe almoço grátis

Não peça de graça. Não trabalhe de graça. Nem como um 'teste', nem como 'para aprimorar seu portfólio'. Ninguém pergunta a mesma coisa a um advogado ou dono de loja. Uma remuneração correta e justa é a melhor maneira de apoiar de forma sustentável a qualidade na indústria criativa.

Boas práticas em concursos

Encontrar novos colaboradores através de um concurso, pode ser uma boa opção, mas certifique-se de compensar cada participante. Recompense o processo, não o resultado. Não abuse da fórmula do concurso e siga critérios claros para conceder suas recompensas.


Deixe claro tudo que for relativo à propriedade intelectual

Sem um acordo formal, O AUTOR controla os direitos autorais. Se quiser que seja de outra forma, deve chegar a um acordo (formalizado) com o autor. Compensar em royalties implica na integridade e transparência da venda do cliente. Por seu lado, o autor deve garantir a autenticidade de sua produção criativa.

Bons acordos fazem bons amigos

Antes de começar, anote o escopo, objetivo, público-alvo, planejamento, prazos e remuneração, número de fases de correção ou modificação e atribuição de custos e tarefas. Quanto mais claras forem as instruções do contrato, melhor será o andamento do trabalho. Também especifique uma cláusula de rescisão. Plataformas de emprego e intermediários, como agentes ou recrutadores, geralmente aplicam condições gerais que podem influenciar seus acordos.


Use termos razoáveis

A criatividade só pode florescer em um ambiente de confiança e apreciação. Cumpra os acordos. Respeite os prazos de pagamento preferencialmente de no máximo 30 dias (ou menos) e evite desrespeitar o que foi acordado.

Dica: um adiantamento/sinal demonstra o compromisso desde o início.


Reconheça o trabalho do autor

Se o empreendedor criativo receber crédito por seu trabalho, seu compromisso será reforçado - o cliente ganha credibilidade.


Respeite a liberdade de seu colaborador

Alguém que atende outros clientes, ainda que no mesmo ramo de negócios, é mais rico em experiência. Não insista em uma parceria exclusiva desnecessária. Claro, seja leal e discreto com o conhecimento que você obteve com o trabalho conjunto. Os segredos comerciais podem ser protegidos por cláusulas de confidencialidade.

Ilustração de Charlote Dumortier




#FairPlayCriativo

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo